De qual Babilônia, Pedro escreveu sua carta?

 

A Primeira Carta de Pedro é considerada uma carta católica ou geral. Diferentemente das cartas paulinas, foi endereçada a um grupo maior de cristãos, espalhados por diversas regiões da Ásia Menor.

A Primeira Carta de Pedro é considerada a mais pastoral do NT. A nota dominante é o permanente alento que Pedro dá a seus leitores para que se mantenham firmes em sua conduta mesmo em face da perseguição.

O ilustre escritor Myer Pearlman diz que a carta foi escrita para animar os fiéis a estarem firmes durante o sofrimento e levá-los à santidade. De fato, trata-se de uma das mais comoventes peças da literatura do período da perseguição. Pedro diz que escreveu esta epístola em parceria com Silvano (5.12), um dos homens notáveis da igreja primitiva (Atos 15.22). Esse Silvano foi o mesmo Silas que acompanhou Paulo na segunda viagem missionária. Ele era cidadão romano e também profeta (Atos 15.32). Bem poderia ser que Pedro fosse o autor da carta e Silvano o seu amanuense. O erudito William Barclay sugere que Silvano foi o agente ou instrumento de Pedro para escrever esta carta.

Somos informados de que Pedro escreveu esta carta da Babilônia (5.13). A grande questão é saber a qual Babilônia se refere Pedro. Havia naquela época três cidades com esse nome.

A primeira era uma pequena cidade que ficava no norte do Egito, onde se localizava um posto avançado do exército romano. Ali havia uma comunidade de judeus e alguns cristãos, mas é pouco provável que Pedro estivesse nessa região quando escreveu esta epístola.

A segunda Babilônia ficava no Oriente, junto ao rio Eufrates, na Mesopotâmia. Também nessa cidade havia grande comunidade de judeus e certamente nessa época, os cristãos já povoavam a cidade. Calvino é de opinião que Pedro escreveu esta carta do Oriente, uma vez que Paulo não faz referência a Pedro em sua epístola aos Romanos nem cita Pedro na cinco cartas que escreveu de Roma.

A terceira Babilônia era Roma. Pedro teria usado o mesmo recurso que o apóstolo João empregou no livro do Apocalipse (Ap 17.4-6,9,18; 18.10), referindo-se a Roma por meio de um código, em linguagem metafórica. A maioria dos estudiosos, dentre eles os pais da Igreja Eusébio e Jerônimo, entende que Pedro escreveu sua carta de Roma e, por se tratar de um tempo de perseguição, preferiu referir-se à capital do império por meio de códigos. O erudito Robert Gundry afirma que os primeiros pais da Igreja entenderam que “Babilônia” era uma referência a Roma. A tradição desconhece a existência de qualquer igreja em Babilônia da Mesopotâmia e nada sabe de alguma visita ali feita por Pedro; todavia, a tradição indica que Pedro morreu em Roma.

Conclusão: É quase impossível fechar a questão nesse ponto. Melhor é deixar aberta a questão do local onde estava Pedro ao escrever sua epístola.

 

5 Responses to De qual Babilônia, Pedro escreveu sua carta?

  1. Jean Patrik disse:

    Pastor Marcelo, no debate de hoje o metodista ta levando um pau do calvinista.
    Eu gostaria de saber do senhor, se você não nos ajudaria para sugerir um debatedor para está lá, que represente bem o arminianismo classico. Esse arminianismo é o mesmo do Roger Olson e de Armínio.
     
    Se o senhor, puder nos ajudar nesse quesito, me fale. E possívelmente o PC do arminianismo.com irá participar.

  2. Jalmo disse:

    Madeira nos arminianos!

  3. Leônidas Fernandes Lima disse:

    Pedro fala q estava em babilônia e menciona q Marcos estava com ele 1Pe 5:13
    Paulo quando estava preso em Roma escreve à filemom e menciona q Marcos estava com ele Fm 24
    Então vemos uma ligação! Marcos estava com Paulo em Roma e Pedro diz q estava com Marcos.
    Vemos q Pedro estava sim em Roma quando escreveu a carta.
    Então a babilônia q Pedro fala é realmente a cidade Roma. (

  4. Wanderley dias da costa disse:

    Parabéns pela honestidade intelectual, hoje em dia está difícil isso entre os protestantes.

  5. dhan silvhard disse:

    Marcos parece ter sido uma pessoa difícil.Era companheiro de Barnabé. Brigaram. Se tornou companheiro de Paulo. Depois o vemos com Pedro. Assim, trabalhou para muitos apóstolos. A não ser que o Marcos que Pedro cita seja outro, um homônimo. Quanto ao lugar onde a carta foi escrita é bom que se diga que epístolas exigem endereços reais e não nomes misteriosos, apocalípticos.Assim, é duvidoso que estando em Roma não designasse a cidade pelo próprio nome. Repito:Uma epístola exige isso.Não é um texto apocalíptico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *