Salmos 1 – Uma Exegese

Introdução

Os hebreus conheciam bem os cânticos contidos no livro de Salmos, no hebraico é “Tehilim” (louvores). Na versão dos setenta passaram a ser chamados “Salmos”, por serem cantados ao som de um instrumento que os gregos chamavam de “saltério”.
Os salmos eram cânticos especiais para os dias ou ocasiões festivos, de vitórias, e muitos também deles tratam de situações adversas, como a “prosperidade dos ímpios”.
O salmo 1º enfoca uma benção que é dada a um servo por seu comportamento adequado e seu amor a “torá” [lei] do Senhor.
1. O Bem Aventurado
No hebraico temos ?????????= ‘Ashrey – que significa: Bem aventurado, feliz, ditoso. Aqui temos algo importante, este homem será bem aventurado, se cumprir as seguintes três coisas que o salmista enumera.
2. Os Três Não
2.1 – Não andar
O verbo usado aqui no hebraico é ?????? = halakh – que significa – “ir, caminhar, andar/passar. Este verbo, bem como os outros dois que o seguem estão no passado, logo a tradução ficaria:
“Bem aventurado aquele que não andou….”
2.2 – Não deter-se
O verbo usado aqui é ?????= ‘amad = que signifca = “parar, estacionar-se/deter-se/
O tempo conforme mostramos acima está no pretérito, levando para uma ação já concluída.
2.3 – Não assentar-se
Temos o verbo hebraico ??????? = Yashav = que significa ” sentar-se, permanecer, habitar”
O tempo do verbo é o mesmo mencionado acima [pretérito].
A tradução ficaria assim: ” Bem aventurado aquele homem que não assentou-se”
3. Os Três Perigos
3.1 – O conselho dos ímpios
Aqui temos o vocábulo hebraico ????? = ats’at = que significa = “conselho, parecer”.
A palavra usada no hebraico para expressar ímpios é ????????? = reshaym = que vem do radical “rashe’a” – que dá a idéia de “condenar-se, ser mal”. Portanto, podemos afirmar que o ímpio para o hebreu era aquele que se condenava em algo, mesmo sabendo que aquilo que ele fazia era errado.
O conselho dos ímpios fala da comunhão com o mundo, com as “trevas”, com aqueles que conscientemente caminham para a perdição.
3.2 – O caminho dos pecadores
No hebraico temos o vocábulo ??????? = hatâ = que vem do verbo da mesma grafia que significa “pecar, errar”.
Quando o salmista refere-se ao “caminho dos pecadores” cremos que ele tem em mente o caminho daqueles que estão em erro ou errados, ou seja, estão em pecado. Eles estão desviados do alvo, que é o termo teológico para a definição de pecado. Devemos tomar o cuidado para não parar ou estacionar neste caminho.
3.3 – A roda dos escarnecedores
No original temos os seguintes vocábulos :
a) ??????? = moshav = que significa “assento, vila”
b) ?????? = letsym = que significa “frívolos, “palhaços”, perversos.
No orginal dá a seguinte idéia: “estão escarnecendo, estão sendo frívolos”.
Frívolo quer dizer “sem importância, sem valor”. São estes que zombam do evangelho, da igreja, da Palavra de Deus.
4. Duas características do servo
4.1 – O seu prazer
A palavra hebraica usada aqui é ?????? = heféts = que significa “desejo, anelo”.
O verso diz: “O seu desejo está na lei do Senhor”.
O maior prazer que o judeu fiel tinha era estar junto de sua “Toráh”. Uma das primeiras coisas que uma criança judia aprendia a falar era o “Shemá” : “Shemá Ysrael, Adonay Elocheinu, Adonay echad” (Dt 6.3). Os pais quando estavam ensinando a “torá” para seus filhos, e eles aprendiam, os pais davam mel para eles. Desse modo, eles associavam que a Palavra do Eterno era doce como o mel (Sl 119.103). Assim eles tinham prazer em aprenderem a lei do Senhor.
4.2 – O meditar
O verbo hebraico aqui é ?????? = hagah = que significa “falar, expressar, pensar, meditar”
O texto diz: “… E na lei do Senhor medita dia e noite”. É notável percebermos o sentido amplo deste verbo que nos auxilia nesta exegese.
O salmista está afirmando que Deus prova e abençoa o servo que medita (exame interior), fala, pensa, estuda a sua Palavra de dia e noite. A expressão dia e noite além de especificar um tempo, pode também caracterizar tipologicamente, luta e vitória. Todavia, só será abençoado o servo que meditar nas lutas quanto na vitória, na Palavra do Senhor.
5. Os Dois Exemplos
5.1 O exemplo do servo justo

>I) Uma árvore
a) plantada – O verbo no original está no particípio e entendemos que o Eterno é quem a plantou.
b) junto as correntes de água
A palavra hebraica para corrente é ??????? = peleg = que também pode significar ” facção, parte”.
Caro leitor [a], você já parou para pensar o que significa esta expressão: “plantada junto a ribeiros de águas”? Muitos pensam que o termo “águas” é uma alusão as Escrituras. Mas não é! Aqui se refere ao mundo [ sistema], e esta árvore [homem, mulher] foi plantada numa facção [à parte, separada] das águas [alusão ao mundo], ou seja, a Obra do Senhor [igreja] constitui-se uma facção, uma parte de homens e mulheres que tomaram outro rumo – seguir a Cristo! Aleluia! Estamos no mundo, mas não pertencemos a ele. Somos cidadãos de outro país!
c) dá o seu fruto, na estação própria
O verbo hebraico é ????? = natân = que significa “dar colocar”
Aqui vemos um retrato “perfeito” do servo do Senhor. O homem dirigido pelo Espírito Santo não dá fruto fora de hora, mas no tempo determinado, na estação própria.
d) cuja folha não cai
O verbo usado aqui é “navel” = que significa “murchar, fenecer,secar”. Além de ser uma árvore que só dá fruto na ocasião própria, o servo é também tipo de uma árvore duja folha não murcha ou seca. Isto implica em dizer que esta árvore não sente a mudança de tempo,uma vez que nesta época as árvores perdem as folhas e na Palestina, isto ocorria no início do inverno, sendo que a figueira ficava totalmente “nua de folhas”.
5.2 – O exemplo dos ímpios
I) A moinha
Esta palavra no hebraico é ???? = Mots = que significa “palha cortada em pedaços, escória de cereais, pragana”.
Se o ímpio é como a moinha, deduzimos que o ímpio é um ser leve, sem consciência espiritual, vazio, verdadeiro dejeto humano largado as suas próprias sortes.
A moinha segundo o dicionário é: Fragmentos miúdos de palha que ficam depois da debulha dos cereais.
b) o vento que espalha
O verbo hebraico aqui é “nadaf” = que significa “dispersar, espalhar”. O verbo está no futuro, indicando uma ação que ainda ocorrerá. A palavra vento no hebraico é a mesma usada para o Espírito = ??????? = Ruach = vento, sopro, Espírito.
6. Os Três Futuros
6.1 – O futuro do justo – “E tudo quando fizer prosperará”
O verbo hebraico usado aqui é “Tsalakh” = que significa “prosperar, triunfar, atravessar”
6.2 – O futuro do ímpio – “Não subsistirão no juízo”
No original traz o verbo ??? = kum = que quer dizer: “levantar-se, rebelar-se, resistir”
O ímpio não poderá ao menos se levantar no dia do juízo.
6.3 – O futuro do pecador – “Não subsistirão na congregação dos justos”
A palavra para congregação no hebraico é ????? = odat > e é oriunda do verbo que significa “adornar”.
O salmista está afirmando que os pecadores não comporão o adorno, jóia dos justos [ figura da salvação, promessas, dons etc]. Sendo assim, não serão reconhecidos pelo Senhor, e serão espalhados pelo horizonte afora.
7. Os Dois Caminhos
7.1 – O caminho do justo – “É conhecido pelo Senhor”
7.2 – O caminho do ímpio – “conduz à ruína”
O verbo usado no original é ????? = ‘avad = que equivale a “perder-se, errar, perecer, sumir”. Deste verbo deriva-se a palavra “Abadom” = destruição. Entendemos que o caminho do ímpio conduz a perdição e a destruição. Enquanto que o caminho dos justos é conhecido pelo Todo Poderoso.
Bibliografia : Calvino, João. Comentário de Salmos. Editora Fiel
Kidner, Derek. Comentário de Salmos. Edições Vida Nova
Centro de Cultura Bíblica Bereshit. Coleção: Salmos. Ano 2006. Prof. Pr. Hilmar S.E. Kaiser – Th.D, Ph.D

83 Responses to Salmos 1 – Uma Exegese

  1. Uau . . .

    Glórias ao Senhor Jesus!

    São tantos comentários que nem deu pra eu ler todos e gostei muito do que disse o Danilo Neves.

    Ótima exegese postada!

  2. Daiana disse:

    Paz do Senhor,

    Aprendi muito com o texto,
    uma analise tão profunda,
    mas que nos trás lições
    simples e práticas.

    Deus é Fiel

  3. Renildo sacramento disse:

    a paz do senhor! para mim é um grande previlegio ser abençoado por estes ensinamento no qual eu vou levar pro resto da minha vida , Reverendo Marcelo um dia eu quero conhecer o senhor pessoalmente ,se Deus permitir…
    Renildo….

  4. Renildo sacramento disse:

    DC RENILDO 21 ago,2010
    a paz do Senhor , agradeço a Deus pela sua vida e seu lar, obrigado por estes ensinamentos maravilhosos; cada dia Deus usa o sanhor de maneira extraordinaria !!!
    muito obrigado meu irmão.

  5. Excelente exegese. Parabéns

  6. Renato disse:

    É, excelente este ensino para os amantes da palavra de Deus,para aqueles que almejam,ministrar a palavra com sabedoria.

  7. carlos alberto disse:

    Pr.Marcelo por favor mande-me para o meu o email esse estudo a exegese do salmos 1,obrigado,e que Deus te abençoe.

  8. Glauko Santos disse:

    Prezado Pastor Marcelo:
    Paz seja consigo.
    Venho parabenizá-lo pelo excelente trabalho de exegese no texto sagrado do Salmo 1.
    Simplesmente excelente !
    O Senhor continue sendo o seu Eterno Inspirador…
    PbGS – Pb. Santos.

  9. dulcicorrea disse:

    obrigado por nesta manhâ ler esta mensagem e ver que tem pastorpreocupado em fazer um bom comentário
    DEUS TE ABENÇÕE HOJE E SEMPRE

  10. Tânia Regina disse:

    Pr. Marcello de Oliveira.

    Paz em Cristo Jesus.

    Parabéns pelo site, como sempre edificante,e surpreendente, maravilhoso.
    Que acompanho seus trabalhos nem preciso dizer,rs.
    Obrigado por um maná tão rico como esse texto, aliás como todos do amado Pastor.
    Peço já perdão, pois o mesmo coloquei em meu espaço, porém com os devido créditos e links.
    Peço perdão por não ter pedido autorização antes, mais se for penalizada, será uma penalidade bem paga,rs.
    Deus continue o capacitando e abençoando essa mente, para que possamos ser edificados cada dia mais.

    Em Cristo Jesus!

    Tânia Regina

  11. É muito gratificante ver que alguém está ocupado na tarefa de expor e ensinar os textos das Sagradas Escrituras. Sou professor de grego há 14 anos e estou voltando a estudar hebraico para exegese. Como o irmão pode me ajudar.
    Shalom ve Hesed

  12. filipe disse:

    ho.. fiquei muito edificado com este estudo e vou passar para meu proximo .. que deus te abençoe a paz do SENHOR

  13. Isac Santos disse:

    Amado,
    Que o Espírito Santo Continue o Inspirando, confesso que fui muito abençoado com esta explanação.
    Um grande abraço na paz.

  14. Pr Joel Rocha disse:

    Fico grato pela abordagem do amado
    a forma explicativa do Salmo ficou maravilhosa
    grato Deus pela sua vida.

    Pastor Joel Rocha
    Igreja Batista Monte Horebe
    Ministério Celebrando a Libertação
    Rio de Janeiro – campo Grande

  15. Maria isabel morais disse:

    Todos estudos desse site tem cido uma benção. Nos ajudam muito em nossos estudos diario da Biblia Deus sabe como trabalhar através de seus filhos obrigada!
    Deus os abençoe.

  16. Elias Junior disse:

    Fui muito abencoado. Vou publicar no meu blog mencionado a fonte para que outras também possam desfrutar dessa benção.

  17. Everson disse:

    Boa noite. Interessante o seu esboço. Estou extraindo algumas informações. Agradeço pela sua unção.
    Um comentário negativo é que existem dois erros de colocação de pronome nas frases negativas. por exemplo: “não deter-se”. Sendo a frase na negativa o pronome “se” tem que vir antes do verbo. Não leve para o lado pessoal. Mas acredito que o seu site ficará muito mais bonito do que já é se esses errinhos forem consertados.
    Que Deus o abençoe.

  18. miguel disse:

    A paz do Senhor, gostei muito do estudo ficou bem simples de entender embora eu ainda esteja engatinhando. Fique na paz do Senhor Jesus.

  19. renato lima disse:

    Quanto ao tempo do verbo nos tres versos iniciais, acredito que o sentido, pelo menos, refere-se ao presente, visto que em caso contrário, ninguém escaparia da condenação eterna e a Salvação de Cristo seria inválida para os pecadores.

    Esses versos referem-se à separação entre maus e bons, exigida por Deus aos seus escolhidos (tal como aconteceu com Abraão e Moisés, por exemplo). “Não formeis parelha incoerente com os incrédulos, pois que associação pode haver entre a justiça e a impiedade?(…)Saí pois do meio dessa gente e apartai-vos, diz o Senhor: Não toqueis em nada impuro e eu vos acolherei” (2Coríntios 6.14,17). Essa separação é a marca dos escolhidos de Deus. Ela acontece a nível físico e/ou ideológico e é indispensável a todo aquele que quiser servir a Deus, visto que a união com os ímpios configura uma cumplicidade com o mal, e por isso, traz sérias consequencias para o cristão (Moisés conviveu com os ímpios durante 40 anos e por isso teve que passar 40 anos como pastor de ovelhas, mais 40 no deserto conduzindo um povo rebelde e no final não entrou na terra prometida).

    Vou ficando por aqui. Parabéns por fazer essa bela análise exegética do salmo 1, que é um salmo didático por excelência´além de ser uma introdução espetacular (apenas 6 versos) ao livro dos Salmos.

    Renato Lima
    rlima119@gmail.com

  20. saul bezerra disse:

    Pérolas são pérolas. As escrituras são Pérolas de Deus. Aquele que as adquirir, processar, projetar, edficar e proclamar, tornam-se pérolas nas mãos de Deus. Parabéns, Shalom.

  21. Deivid leal disse:

    interessante

  22. Pr. José Edvaldo de Amorim disse:

    Meu amado pastor, graça e paz. a sua exegese está muito boa! Só gostaria que o senhor se for possivel me esclareça melhor sobre “uma árvore plantada junto a ribeiros de água” na sua exegese o senhor afirma que sgnifica mundo (sistema) o senhor poderia me explicar como chegou a essa conclusão e qual foi a fonte que o senhor bebeu? por favor me responda com urgencia e mande par este E-mail.

  23. Marcello de Oliveira disse:

    A própria exegese responde:

    Muitos pensam que o termo “águas” é uma alusão as Escrituras. Mas não é! Aqui se refere ao mundo [ sistema], e esta árvore [homem, mulher] foi plantada numa facção [à parte, separada] das águas [alusão ao mundo], ou seja, a Obra do Senhor [igreja] constitui-se uma facção, uma parte de homens e mulheres que tomaram outro rumo – seguir a Cristo! Aleluia! Estamos no mundo, mas não pertencemos a ele. Somos cidadãos de outro país!

    att, Pr Marcello

  24. Pr. José Edvaldo de Amorim disse:

    Pastor Marcelo, graça e paz. entendo! qual foi as fontes usadas nesta pesquisa? eu estou concluindo um material para EBD dentro deste assunto e preciso de mais respaldo. um forte abraço e que Deus vos abençoe.

  25. Marcello de Oliveira disse:

    Irmão, leia o texto com mais atenção! A bibliografia está no final do texto.

    att, Pr Marcello

  26. Gostaria de deixar alguns textos para reflexão acerca da árvore plantada junto aos ribeiros de águas:
     
     
    Jó 14:9  ao cheiro das águas brotará e dará ramos como a planta nova.
    Isaías 44:4  e brotarão como a erva, como salgueiros junto às correntes das águas.
    Jeremias 17:8  Porque ele é como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e, no ano de sequidão, não se perturba, nem deixa de dar fruto.
    Ezequiel 17:8  Em boa terra, à borda de muitas águas, estava ela plantada, para produzir ramos, e dar frutos, e ser excelente videira.
    Ezequiel 19:10  Tua mãe, de sua natureza, era qual videira plantada junto às águas; plantada à borda, ela frutificou e se encheu de ramos, por causa das muitas águas.
    Ezequiel 31:4  As águas o fizeram crescer, as fontes das profundezas da terra o exalçaram e fizeram correr as torrentes no lugar em que estava plantado, enviando ribeiros para todas as árvores do campo.
    Ezequiel 31:5  Por isso, se elevou a sua estatura sobre todas as árvores do campo, e se multiplicaram os seus ramos, e se alongaram as suas varas, por causa das muitas águas durante o seu crescimento.
    Ezequiel 31:6  Todas as aves do céu se aninhavam nos seus ramos, todos os animais do campo geravam debaixo da sua fronde, e todos os grandes povos se assentavam à sua sombra.
    Ezequiel 31:7  Assim, era ele formoso na sua grandeza e na extensão dos seus ramos, porque a sua raiz estava junto às muitas águas.
    Ezequiel 31:8  Os cedros no jardim de Deus não lhe eram rivais; os ciprestes não igualavam os seus ramos, e os plátanos não tinham renovos como os seus; nenhuma árvore no jardim de Deus se assemelhava a ele na sua formosura.
    Ezequiel 31:9  Formoso o fiz com a multidão dos seus ramos; todas as árvores do Éden, que estavam no jardim de Deus, tiveram inveja dele.
    Ezequiel 31:10  Portanto, assim diz o SENHOR Deus: Como sobremaneira se elevou, e se levantou o seu topo no meio dos espessos ramos, e o seu coração se exalçou na sua altura,
    Ezequiel 47:12  Junto ao rio, às ribanceiras, de um e de outro lado, nascerá toda sorte de árvore que dá fruto para se comer; não fenecerá a sua folha, nem faltará o seu fruto; nos seus meses, produzirá novos frutos, porque as suas águas saem do santuário; o seu fruto servirá de alimento, e a sua folha, de remédio.
    Entendo que poderia ser feita uma exegese desse trecho aludindo o mundo, porém a narrativa bíblica nos traz mais exemplos (senão todos os outros) para outra interpretação (a mais usada) de onde as árvores dependem dos leitos dos rios para florescerem, frutificarem e manter-sem visçosas.
    Paz.

  27. Diego Ramos disse:

    Ola irmao,
    Nao quero de forma alguma parecer arrogante, mas apesar de apreciar o estudo tenho que discordar de algo.
    O aspecto temporal eh inexistente nas formas verbais hebraicas. Portanto, so eh possivel afirmar o tempo de um verbo baseado no contexto (e somente no contexto). Voce pode encontrar isso em gramaticas como Jouon-Muraoka, Waltke-O'Connor ou no livro "From Exegesis to Exposition" de Robert Chisholm.
    No caso deste salmo, creio que o melhor tempo verbal a ser adotado na traducao seja o presente gnomico. O autor esta querendo apresentar uma verdade valida de uma forma geral, nao relatando um evento passado.
    Espero que minha observacao possa lhe abencoar, pois de maneira alguma quero diminuir o valor do restante do seu trabalho.
    No amor de Cristo
    Diego Ramos

  28. airton oliveira disse:

    A Paz Pr Marcelo sou novo no site mais amei sua exegese .

  29. Hermes B Cruz disse:

    shalon,
    muito obrigado mano estou fazendo seminário e foi me dado uma tarefa para fazer exegese do sl.1º v. 3º e poderia pedir ajudas mesmo na net. sendo assim é o que estou fazendo aqui.
    desde ja sou grato.

  30. Graça e paz meu querido amigo pastor Marcelo Oliveira.
    Passando aqui para lhe parabenizar pela dedicação e devoção que tens tratado a palavra de Deus, e lhe desejar que o Senhor Jesus Cristo lhe abençoe cada dia mais.
    É uma alegria para mim te conhecer amigo, forte abraço !!!

  31. Marcello de Oliveira disse:

    SHALOM!

    Eu que agradeço pela atenção e amizade.

    Abraços, Pr Marcello

  32. Paula disse:

    Muito bom!
    Gostei de mais

  33. Crismacleiton disse:

    Muito bom para quem gosta de gramatica contudo o sendo espiritual da mensagem ficou a desejar. A paz de Cristo. Amém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *