Salmos 1 – Uma Exegese

Introdução

Os hebreus conheciam bem os cânticos contidos no livro de Salmos, no hebraico é “Tehilim” (louvores). Na versão dos setenta passaram a ser chamados “Salmos”, por serem cantados ao som de um instrumento que os gregos chamavam de “saltério”.
Os salmos eram cânticos especiais para os dias ou ocasiões festivos, de vitórias, e muitos também deles tratam de situações adversas, como a “prosperidade dos ímpios”.
O salmo 1º enfoca uma benção que é dada a um servo por seu comportamento adequado e seu amor a “torá” [lei] do Senhor.
1. O Bem Aventurado
No hebraico temos ?????????= ‘Ashrey – que significa: Bem aventurado, feliz, ditoso. Aqui temos algo importante, este homem será bem aventurado, se cumprir as seguintes três coisas que o salmista enumera.
2. Os Três Não
2.1 – Não andar
O verbo usado aqui no hebraico é ?????? = halakh – que significa – “ir, caminhar, andar/passar. Este verbo, bem como os outros dois que o seguem estão no passado, logo a tradução ficaria:
“Bem aventurado aquele que não andou….”
2.2 – Não deter-se
O verbo usado aqui é ?????= ‘amad = que signifca = “parar, estacionar-se/deter-se/
O tempo conforme mostramos acima está no pretérito, levando para uma ação já concluída.
2.3 – Não assentar-se
Temos o verbo hebraico ??????? = Yashav = que significa ” sentar-se, permanecer, habitar”
O tempo do verbo é o mesmo mencionado acima [pretérito].
A tradução ficaria assim: ” Bem aventurado aquele homem que não assentou-se”
3. Os Três Perigos
3.1 – O conselho dos ímpios
Aqui temos o vocábulo hebraico ????? = ats’at = que significa = “conselho, parecer”.
A palavra usada no hebraico para expressar ímpios é ????????? = reshaym = que vem do radical “rashe’a” – que dá a idéia de “condenar-se, ser mal”. Portanto, podemos afirmar que o ímpio para o hebreu era aquele que se condenava em algo, mesmo sabendo que aquilo que ele fazia era errado.
O conselho dos ímpios fala da comunhão com o mundo, com as “trevas”, com aqueles que conscientemente caminham para a perdição.
3.2 – O caminho dos pecadores
No hebraico temos o vocábulo ??????? = hatâ = que vem do verbo da mesma grafia que significa “pecar, errar”.
Quando o salmista refere-se ao “caminho dos pecadores” cremos que ele tem em mente o caminho daqueles que estão em erro ou errados, ou seja, estão em pecado. Eles estão desviados do alvo, que é o termo teológico para a definição de pecado. Devemos tomar o cuidado para não parar ou estacionar neste caminho.
3.3 – A roda dos escarnecedores
No original temos os seguintes vocábulos :
a) ??????? = moshav = que significa “assento, vila”
b) ?????? = letsym = que significa “frívolos, “palhaços”, perversos.
No orginal dá a seguinte idéia: “estão escarnecendo, estão sendo frívolos”.
Frívolo quer dizer “sem importância, sem valor”. São estes que zombam do evangelho, da igreja, da Palavra de Deus.
4. Duas características do servo
4.1 – O seu prazer
A palavra hebraica usada aqui é ?????? = heféts = que significa “desejo, anelo”.
O verso diz: “O seu desejo está na lei do Senhor”.
O maior prazer que o judeu fiel tinha era estar junto de sua “Toráh”. Uma das primeiras coisas que uma criança judia aprendia a falar era o “Shemá” : “Shemá Ysrael, Adonay Elocheinu, Adonay echad” (Dt 6.3). Os pais quando estavam ensinando a “torá” para seus filhos, e eles aprendiam, os pais davam mel para eles. Desse modo, eles associavam que a Palavra do Eterno era doce como o mel (Sl 119.103). Assim eles tinham prazer em aprenderem a lei do Senhor.
4.2 – O meditar
O verbo hebraico aqui é ?????? = hagah = que significa “falar, expressar, pensar, meditar”
O texto diz: “… E na lei do Senhor medita dia e noite”. É notável percebermos o sentido amplo deste verbo que nos auxilia nesta exegese.
O salmista está afirmando que Deus prova e abençoa o servo que medita (exame interior), fala, pensa, estuda a sua Palavra de dia e noite. A expressão dia e noite além de especificar um tempo, pode também caracterizar tipologicamente, luta e vitória. Todavia, só será abençoado o servo que meditar nas lutas quanto na vitória, na Palavra do Senhor.
5. Os Dois Exemplos
5.1 O exemplo do servo justo

>I) Uma árvore
a) plantada – O verbo no original está no particípio e entendemos que o Eterno é quem a plantou.
b) junto as correntes de água
A palavra hebraica para corrente é ??????? = peleg = que também pode significar ” facção, parte”.
Caro leitor [a], você já parou para pensar o que significa esta expressão: “plantada junto a ribeiros de águas”? Muitos pensam que o termo “águas” é uma alusão as Escrituras. Mas não é! Aqui se refere ao mundo [ sistema], e esta árvore [homem, mulher] foi plantada numa facção [à parte, separada] das águas [alusão ao mundo], ou seja, a Obra do Senhor [igreja] constitui-se uma facção, uma parte de homens e mulheres que tomaram outro rumo – seguir a Cristo! Aleluia! Estamos no mundo, mas não pertencemos a ele. Somos cidadãos de outro país!
c) dá o seu fruto, na estação própria
O verbo hebraico é ????? = natân = que significa “dar colocar”
Aqui vemos um retrato “perfeito” do servo do Senhor. O homem dirigido pelo Espírito Santo não dá fruto fora de hora, mas no tempo determinado, na estação própria.
d) cuja folha não cai
O verbo usado aqui é “navel” = que significa “murchar, fenecer,secar”. Além de ser uma árvore que só dá fruto na ocasião própria, o servo é também tipo de uma árvore duja folha não murcha ou seca. Isto implica em dizer que esta árvore não sente a mudança de tempo,uma vez que nesta época as árvores perdem as folhas e na Palestina, isto ocorria no início do inverno, sendo que a figueira ficava totalmente “nua de folhas”.
5.2 – O exemplo dos ímpios
I) A moinha
Esta palavra no hebraico é ???? = Mots = que significa “palha cortada em pedaços, escória de cereais, pragana”.
Se o ímpio é como a moinha, deduzimos que o ímpio é um ser leve, sem consciência espiritual, vazio, verdadeiro dejeto humano largado as suas próprias sortes.
A moinha segundo o dicionário é: Fragmentos miúdos de palha que ficam depois da debulha dos cereais.
b) o vento que espalha
O verbo hebraico aqui é “nadaf” = que significa “dispersar, espalhar”. O verbo está no futuro, indicando uma ação que ainda ocorrerá. A palavra vento no hebraico é a mesma usada para o Espírito = ??????? = Ruach = vento, sopro, Espírito.
6. Os Três Futuros
6.1 – O futuro do justo – “E tudo quando fizer prosperará”
O verbo hebraico usado aqui é “Tsalakh” = que significa “prosperar, triunfar, atravessar”
6.2 – O futuro do ímpio – “Não subsistirão no juízo”
No original traz o verbo ??? = kum = que quer dizer: “levantar-se, rebelar-se, resistir”
O ímpio não poderá ao menos se levantar no dia do juízo.
6.3 – O futuro do pecador – “Não subsistirão na congregação dos justos”
A palavra para congregação no hebraico é ????? = odat > e é oriunda do verbo que significa “adornar”.
O salmista está afirmando que os pecadores não comporão o adorno, jóia dos justos [ figura da salvação, promessas, dons etc]. Sendo assim, não serão reconhecidos pelo Senhor, e serão espalhados pelo horizonte afora.
7. Os Dois Caminhos
7.1 – O caminho do justo – “É conhecido pelo Senhor”
7.2 – O caminho do ímpio – “conduz à ruína”
O verbo usado no original é ????? = ‘avad = que equivale a “perder-se, errar, perecer, sumir”. Deste verbo deriva-se a palavra “Abadom” = destruição. Entendemos que o caminho do ímpio conduz a perdição e a destruição. Enquanto que o caminho dos justos é conhecido pelo Todo Poderoso.
Bibliografia : Calvino, João. Comentário de Salmos. Editora Fiel
Kidner, Derek. Comentário de Salmos. Edições Vida Nova
Centro de Cultura Bíblica Bereshit. Coleção: Salmos. Ano 2006. Prof. Pr. Hilmar S.E. Kaiser – Th.D, Ph.D

84 Responses to Salmos 1 – Uma Exegese

  1. Prezado Pr. Marcello
    Muita Paz!
    Que Linda abordagem deste famoso salmos. Comeco a perceber que o teu blog comeca a ser obrigatorio para a blogosfera Cristã. Conte com a minha visita constante!
    Apesar da distância geografica que nso separa (Brasil – Angola) sinto que devo tratá-lo por amigo!

    Obrigado pelos comentários postados em nosso blog medemaismil.

    Continue sendo uma bencão em nossas vida!

    Em Cristo,
    Pr. Jorge

  2. Sinézia Melo disse:

    A paz amado! Uma benção o seu blog, tenho aprendido muito. Obrigado por seu comentário em meu blog. Fica na paz…

  3. Prezado irmão Marcelo, a paz do Senhor.

    É sempre prazeroso e interessante contemplarmos análises bíblicas sob a ótica dos originais. O entendimento fica mais fácil e seguro, o que só vem a nos firmar cada vez mais na Rocha que é Jesus.

    Obrigado por esta preciosa exegese deste precioso salmo.

    Deus lhe abençoe e o use cada vez mais. Amém.

    Forte abraço.

    Anchieta Campos

  4. Pr. Marcos Serafim disse:

    Caro Pr. Marcello:
    Shalom!
    A exegese deste texto traz luz aqueles que desejam aprender a palavra de Deus.
    Cada dia há uma crescente no seu blog, trazendo muito conhecimento , seu hebraismo deixa a gente com vontade de se aprofundar mais nas linguas da biblia, que o amado pastor possa crescer em Graça e conhecimento diante de Deus e dos homens…

    Em Cristo, Sola Gratia et File Marcos

  5. A paz do Senhor Jesus, Pr. Marcelo.

    Já ouvi muitas pregações e estudos do salmo primeiro, mas sua abordagem está magnífica.

    Que salmo poderoso, não é, meu irmão? Não é fácil ser justo em nossos dias, mas glórias a Deus que nos sustenta e mostra as recompensas de se ter uma vida santificada e plantada junto aos ribeiros de águas vivas!!!

    Pr. Marcelo, confesso que aprendo muito ao ler seus textos. O irmão já escreveu algum livro?

    Deus te abençoe.

  6. Anonymous disse:

    KHARIS KAI EIRENE EIRENE KÍRIOS,pastor Mmarcelo que estudo exegetico maravilhoso.Creio que realmente DEUS levantou você para com ousadia expor as escrituras.
    com tantas hersias no últimos dias,prncipalmente em nossa querida dominação,DEUS levantou você meu amado.

    vai nessa tua força e seja homem e faze a obra do SENHOR.Falo a você o que o apástolo Paulo disse a Timoteo:mas tu ser sobrio em tudo,sofre as aflições,faze a abra de um evangelista,cumpre o teu ministério. Creio que o Brasil ainda vai falar de você,pois vejo que tu es um homem de Deus,pois você com primazia e zelo expõe a a palavra de Deus.
    de seu irmão em cristo,ivair de oliveira da de manaus.

  7. Danilo Neves disse:

    É muito boa a exegese, irmão. As divisões desse post são também boas para elucidar as caractérísticas do justo e do ímpio. Obrigado por nos oferecer isto! Certamete é mais um material de referência, de consulta para meditação pessoal, estudos e sermões.

    Segundo Andrew King, este é um salmo que nos desafia a estudar a Palavra de Deus, a fazer dela o alimento “da minha vida”. Esta é uma das passsagens mais básica da vida cristã e não é atoa que introduz o Livro dos Salmos. Eu posso avaliar “a minha vida” através dele e perguntar e me questionar: onde eu estou na Palavra de Deus? Justo? Impío? Este salmo é sobre prosperidade também, a verdadeira prosperidade de fato, a de ser “bem sucedido”(vs.3), bem-aventurado por conhecer a Deus! Jesus ampliou isso em seu sermão do monte e tudo dizendo a mesma coisa: viva a luz da existência do seu Criador, pensando de maneira completamente diferente do que pensa o mundo.

    MAS, o que me impressionou do King foi isto:

    “…Este Salmo me faz mal. Eu não gosto muito deste Salmo. Eu acho este Salmo muito difícil pregar, porque eu não me reconheço muito bem neste Salmo. Eu ando, de mais, no conselho dos ímpios. Eu me detenho, de mais, no caminho dos pecadores. Eu me assento, de mais, na roda dos escarnecedores. Eu não acho o meu prazer como eu devo na lei do SENHOR. Eu não medito de dia e de noite na Palavra de Deus como eu devo… Eu não sou o homem deste Salmo. Quem vive, quem vive o Salmo 1? Eu não! Você?! Quem pode dizer: “eu sou o cara do Salmo 1!”. Acho que ninguém de nós. É muito bom perceber que pelo menos tem um Homem aqui. O Salmo não diz “bem aventurados os homens”, porque não existem “os homens”. Existe o Homem que fez isso: Jesus Cristo…”

    O Salmo 1 alcança o seu ápice na interpretação cristológica. E eu concordo com isso.

    Graça e paz, pr. Marcello, em Jesus, o Filho de Deus. Amém!

    Soli Deo gloria

  8. Caro Pr. Marcelo,
    A Paz do Senhor!

    Que exegese amado.
    Glória a Deus!
    Louvo ao Senhor pela sua vida.

    Continue usando seu blog para compartilhar com seus conservos no Reino de Deus, dos quais me considero o menor, no sentido de que todos possam os crescer tanto na graça, assim como no conhecimento.

    Mais do que uma simples música ou poesia, esse salmo revela a diferença entre o ímpio e o justo, no ser, bem como nas atitudes, e ainda ressalta, tanto a sentença de um, assim como a justa retribuição do ouro.
    Parabéns!

    Um grande abraço!
    Pr. Carlos Roberto

  9. Caro pastor Marcello,

    O conteúdo faz jus ao título. Realmente, acabei de ver uma exegese do Salmo 1. Tenha certeza de que eu e todos os que lida com a Bíblia têm louvado a Deus pela sua iniciativa de publicar as mensagens que o Senhor lhe dá. Parabéns!

    Em Cristo,

    Ciro Sanches Zibordi

  10. Prezamado pr. Marcello,

    Shalom!

    Agradeço a sua exegese sobre o Salmo primeiro, e a chave para a verdadeira prosperidade.

    Excelente, simples, objetiva e definida matéria para cada um, que necessita pensar, avaliar, repensar, reavaliar e definir melhor em seu coração o que lê. Principalmente quando é escrito pela orientação de Deus.

    Risos. Após ler a sua matéria, decide pregar neste Domingo, o Salmo primeiro, e foi uma benção. Deus me ajudou!

    Continue faminto em produzir alimento espiritual, como instrumento de Deus, pois, os servos de Deus, estão à busca deste tipo especial de alimento.

    Deus seja contigo! Sempre!

    obs.: Acrescentei o seu blog à minha lista.

    pr. Newton Carpintero
    http://www.pastornewton.com

  11. Caro Pastor Marcelo. Shalom!

    Alegria grande receber sua visita em nossa singelo espaço. Muito me alegra sua contribução no Blog.

    Acredito que Deus tem levantado homens para fazer a diferença diante deste mundo tenebroso, e eu, assim como o sr., estamos nas fileiras deste pelotão afim de trabalharmos para o Rei do reis.

    Belíssima exegese, visitarei com regularidade seu blog. Parabéns e continue sua carreira, pois a recompensa vem das mãos de um só, ELOHIM TSEBAYOTH.

    Kharis kai Eirene

    Fraternalmente

    Ivan Tadeu

  12. Diones Brito disse:

    Caro Pr. Marcelo, Shalom!
    Antes de trazer qualquer comentário, gostaria de agradecer sua visita ao meu blog. Sinto-me grato por esta honrosa visita.

    Creio que muitos estão e, estarão gratos pela sua exegese sobre este Salmo. Por ser um Salmo bastante comentado no meio cristão, esta postagem veio nos trazer subsídio esclarecedor. Que Deus possa continuar abençoando-o, e com isso nós também sermos abençoados.

    Ore por mim, pois gostaria de ter mais tempo para dedicar-me mais a este veículo de informação.

    A paz do Senhor e um abraço do seu irmão em Cristo.

    Pb. Diones Brito

  13. Ednaldo disse:

    Shalom Pr. Marcello,

    Ótimo alimento para nossas vidas, principalmente por mostrar Cristo nesse salmo, pois como os verbos do 1º verso estão no passado, não podem ser aplicados a nenhum homem caído, mas apenas Àquele que sempre foi Santo. E mais lindo ainda é sabermos que pela fé podemos aplicar toda a Justiça de Cristo a nós.

    Que Deus seja eternamente louvado.

    Em Cristo,

    Ednaldo.

  14. Maravilhoso!
    Li o 1º versículo ontem, por acaso, e minha filha, de apenas 6 anos, chegou a me perguntar o o significado de “escarnecedores” rs. Fiquei sem resposta! Mas hj, graças ao seu post, pude tirar minha dúvida, e com certeza, hj à noite, leremos novamente este versículo, porém, já com a explicação aplicada.
    Muito obrigada por esta bênção!
    Que Deus o use cada vez mais!!

  15. Matias Borba disse:

    Nobre Pastor,
    Paz do Senhor!

    Seu texto é muito apropriado, visto que muitos o interpretam de forma que se encaixe a suas prioridades e vontades.
    Certamente este texto servira de auxílio para muitos blogueiros no estudoi da Bíblia Sagrada.

    Deus abençoe!

  16. .

    Prezado pr. Marcello Oliveira,

    Que privilégio poder ler um estudo tão profundo acerca do salmo 1. Infelizmente meus parcos conhecimentos do idioma hebraico não me permitem um exame tão profundo; sempre tenho que confiar na erudição dos dicionaristas.

    Sua exegese me fez ponderar sobre a seguinte questão:

    Se as formas verbais andar, deter e assentar estão em tempo pretérito, e a tradução mais acertada para esse salmo é “Bem-aventurado aquele que não andou no conselho dos ímpios, não se deteve no caminho dos pecadores e nem se assentou com escarnecedores”, então esse salmo é de um peso sem igual, é a Lei mosaica desilada a encerrar todos os homens debaixo do pecado. Isso porque todos nós algum dia andamos em conselhos de ímpios, nos detivemos com pecadores e nos associamos a escarnecedores. Talvez não tenhamos falhado nos três quesitos ao mesmo tempo, mas dizer que somos infalíveis em todas estas questões é hipocrisia.

    A suma a que cheguei após a leitura analítica deste salmo, com que o prezado irmão nos brindou, é que esse é um salmo que fala mais de condenação do que de bem-aventurança (ainda que a doutrina esteja implícita). Dou graças a Deus que, na presente dispensação, manifestou sua graça de modo que trouxe bem-aventurança a todo aquele que se arrepende e crê em Cristo como seu Salvador e Senhor: O que era impossível à Lei (cuja essência está bem descrita neste salmo), fez-se possível em Cristo Jesus!

    Que Deus te abençoe conceda muita sabedoria para expôr as Escrituras com firmeza e verdade.

    Em Cristo Jesus,

    Leonardo G. Silva, Th.M.
    http://www.pulpitocristao.blogspot.com

  17. Nobre amigo Marcelo Oliveira,

    não sou uma autoridade em hebraico, mas entendo não ser necessária tal condição, para apreciar tão bela abordagem.

    Parabéns.

    Estou colocando seu link em meu blog.

    Shalom!

  18. Shalom!

    1. Amado Pr Jorge Baptista, que alegria receber sua visita diretamente de Angola. Deus lhe use tremendamente nesta nação. Volte sempre!

    obrigado por suas palavras generosas, Pr Marcello

  19. Shalom!

    1. Irmã Sinézia, obrigado por seus comentários. Deus seja contigo. Sempre!

    abraços, Pr Marcello

  20. Shalom!

    1.Prezado irmão Anchieta, que alegria receber seus comentários! É lindo estudar os originais. Você bebe direto na fonte, e não fica dependendo da tradução “A, ou B”.

    O Eterno te agracie!

    Um abraço, Pr Marcello

  21. Shalom!

    1. Nobre Pr Marcos Serafim, obrigado por suas palavras de admiração. Desejo de todo o meu coração que você se dedique a estudar as línguas originais. Com certeza você ficará maravilhado, com a riqueza dos textos originais. Você falará com muito mais propriedade e segurança. Siga em frente. Deus lhe use grandemente em seu blog!

    abraços, Pr Marcello

  22. Shalom!

    1. Irmã Débora, jovem dedicada a Palavra de Deus! Obrigado por seus comentários. O Salmos 1 é de uma riqueza inexaurível. Há preciosidades para aqueles que amam o Senhor, e na sua “lei”, medita de dia e noite.

    2. Por graça do Eterno, tenho um livro escrito – Os Produtos do Mercador. É uma leitura alegórica que faço sobre um texto de Cantares de Salomão.

    um abraço, Pr Marcello

  23. Shalom!

    1. Prezado irmão, e servo do El – Elyon [ Deus Altíssimo] Ivair de Oliveira, agradeço-lhe seu carinho e generosas palavras a este estudo maravilhoso. Verdadeiramente, este SAlmo encanta-nos, transforma-nos, edifica-nos.

    2. Recebo com gratidão suas palavras. ORe muito por este jovem, para que Deus abra a porta da Palavra no meu ministério, para fazer notório os “mistérios” do Evangelho.

    Volte sempre a este espaço.

    um grande abraço, Pr MArcello

  24. Shalom!

    1.Amado Danilo Neves, louvo ao Eterno por sua vida. Que você continue amando as Escrituras, e fazendo o nome do Eterno ser exaltado, através do blog, e o ministério que desenvolves na obra de Deus.

    2. Apreciei sobremaneira o comentário de King. Verdadeiramente quão longe estamos dos padrões deste salmos! Todos nós, sem exceção alguma, já andamos, paramos, e assentamos no caminho dos pecadores. Mas pela infinita graça, e o sacríficio de Jesus na cruz, hoje somos justificados!

    um abraço, Pr Marcello

  25. Shalom!

    1. Prezado Pr Carlos Roberto, é uma alegria receber seus comentários. Que venhamos a cada dia, viver este salmo, e fazermos a diferença no meio de uma geração corrompida. Continuaremos juntos nesta caminhada: graça e conhecimento. Graça para não dependermos de nossa intelectualidade. Conhecimento para não pensarmos que só abrirmos a boca, como muitos dizem, e Deus irá encher, e nos dar a mensagem. Falsa ilusão!

    abraços, Pr MArcello

  26. Shalom!

    1. Preclaro Pr Ciro, que honra receber seus comentários. Esta é a diferença da exegese: extrair da Bíblia, o que ela quer dizer. E não, como muitos tem feito: eisegese. Colocar suas idéias ao texto, e não tratar a Bíblia com seriedade. A Bíblia tem voz própria. Ouçamos a sua “voz”.

    Nele, que é a exegese de Deus

    O amigo, Pr Marcello Oliveira

  27. Shalom!

    Prezamado, amado Pr Newton, louvo ao Eterno por sua vida e ministério. Que o sr continue sendo este atalaia da verdade. Alegro-me em saber que pregaste o Salmos 1 – rsrsrs! Seja sempre bem vindo a este espaço.

    Grato, Pr MArcello

  28. Shalom!

    1. Amado Pb Ivan Panício, obrigado por seus comentários. Precisamos tratar a Bíblia com seriedade. Este livro é magnífico.

    2. Obrigado pelo carinho, e as palavras de apreço. É um prazer tê-lo neste singelo espaço.

    um abraço, Pr Marcello

  29. Shalom!

    1. Amado Pb Diones, Deus conceda o desejo do seu coração! Este salmo 1 é simplismente fantástico. São 6 versos, que cruzam milênios, e fala-nos em nossos dias de tanta superficialidade e apostasia. O Eterno nos dê a graça de vivermos sob a graça.

    Medite em Is 33.6

    abraços, Pr Marcello

  30. Shalom!

    1. Amado irmão Ednaldo, verdadeiramente, somente nos méritos de Cristo somos declarados justos diante de Deus. Foi isso que Paulo disse em Rm 5.1

    2. Deus coloque em nós o desejo de meditar, falar, pensar, e acima de tudo viver – a Lei do Senhor!

    um abraço, Pr MArcello

  31. Shalom!

    1. Irmã Bianca, que ótimo que você foi edificada com a leitura deste texto, e agora pode aclarar sua “princesinha”. Isso é um sinal que vc deve sempre voltar a este blog – rsrsrs!

    O Eterno lhe abençoe grandemente!

    Abraços, Pr Marcello

  32. Shalom!

    1. Amado Matias, sempre é agradável receber seus comentários. Percebo a sua seriedade no tocante a estudar a Palavra de Deus. Que muitos internautas leiam este singelo estudo, e sejam tocados pelo poder da Palavra. Se você me ajudar na divulgação ficarei agradecido! rsrsrs!

    um abraço, Pr Marcello

  33. Shalom, Uv’rachot! Paz, plenitude, bençãos!

    1. Ilustre Pr Leonardo Gonçalves, é uma alegria receber sua visita e seus pertinentes comentários.

    2. Percebi que você leu com a devida atenção. É exatamente como você postou, que os verbos aparecem no hebraico. É por isso, que “amo” o hebraico, pois lhe dá com precisão o que o escritor bíblico queria transmitir. Além de ampliar o entendimento do texto, e lançar luz sob os pontos “dificeis”.

    Volte sempre a este singelo espaço!

    “Barukh Habá Bi Shem Adonay”

    abraços, Pr Marcello

  34. Shalom!

    1. Nobre Pr Altair, é uma honra receber sua visita e seus comentários. É magnífico este salmo. Que o Eterno toque nas vidas que lerem este estudo.

    Volte sempre a este singelo espaço!

    um abraço do amigo –

    Pr Marcello Oliveira

  35. Claudio Silva disse:

    Pr Marcello

    Obrigado por sua visita e comentário em meu blog, mas fiquei mais feliz ainda ao poder conhecer seu blog e poder ler e meditar neste maravilhoso salmo, com as ferramentas que não disponho que é o hebraico, no grego até me atrevo a fazer alguma exegese, mas graças a Deus por pessoas como vc que ama as Escrituras e a desseca não de uma forma monótona como alguns o fazem, mas didáticamente e o prazer na Lei do Senhor aumenta.
    Me chamou atenção também o tempo no pretérito dos verbos do verso primeiro, e pensei – “ai de mim”
    e lembrei como é bom andar na Graça de Cristo, pois somente nela qua sou aceito pelo Pai.
    Estarei indicando e acompanhando regularmente seu blog com a mesmo espírito dos bereanos. E se me permitir eventualmente gostaria de postar seus textos e estudos em meu blog com a menção da fonte.
    A Graça e a Paz de Jesus sobre sua vida e seu ministério.

    Abração

    Charqueadas – RS

  36. Kenósis disse:

    Pr Marcello paz do Senhor louvo à Deus por seu artigo do Salmo 1.Percebi que houve dedicação em explanar todo o conteúdo exegético do texto sagardo continue sendo um exegeta aplicado sou ouvinte do crescendo na fé que também é uma benção fique na paz

  37. A Paz do Senhor Pastor Marcello!

    Esse texto é abençoador! Assim como o coração dos dois discípulos no caminho de Emaús ardiam quando Jesus lhes falava, o meu coração ardia também quando lia esta postagem.
    Este blog tem sido uma benção para mim. Estou aprendendo muito aqui. Que o Senhor Jesus continue te usando meu irmão!
    Um abraço.

  38. Ótima postagem Pr. Marcelo.
    Oxalá os sermões nas igrejas atuais fossem minuciosos como esta exposição que hora acabo de ler.
    qua preciosidade!

    A exposição da Palavra sem fantasias, sendo fiael ao texto das Escrituras.

    Bem aventurado o rebanho que tem um Pastor que gasta tempo preparando seus sermões,para alimentar as ovelhas do Senhor.

    Parabéns.

    Edinei Siqueira, Th.B

  39. Vanessa Dutra disse:

    Paz do Senhor!

    Muito interessante seu texto sobre a exegese do Salmo 1º!

    Gostaria de sugerir que o irmão publicasse algo sobre cultura judaica, que é um tema que me interessa bastante.

    O irmão dá aulas de hebraico?

    Deus abençoe!

  40. Adriana Costa disse:

    Shalom,
    Quão magníficos são os seus textos.Como é bom conhecer mais de Deus não é? Deus nos trabalha tão perfeitamente em nossos dons para que sua obra seja perfeitamente transmitida.Que o Senhor te faça um vaso cada dia mais precioso. Solio deo gloria.

  41. Muito curioso, este estudo…

    Amplia a visão e reformula conceitos.

    😉

  42. Anonymous disse:

    Li seu texto. Vc não precisa de comentários, pois tem um monte de gente te bajulando. Já estou quase esquecendo que fui seu professor de hebraico e solicitando umas aulinhas sua. Quem sabe eu consigo aprender um pouco. Parabéns! Gosto dos seu trabalhos por sua responsabilidade com o que escreve.
    DEUS TE ABENÇOE SEMPRE AMADO.
    Pr.Me. Álvaro Silva

  43. Marcelo Pires disse:

    O maior prazer que o judeu fiel tinha era estar junto de sua "Toráh". Uma das primeiras coisas que uma criança judia aprendia a falar era o "Shemá" : "Shemá Ysrael, Adonay Elocheinu, Adonay echad" (Dt 6.3). Os pais quando estavam ensinando a "torá" para seus filhos, e eles aprendiam, os pais davam mel para eles. Desse modo, eles associavam que a Palavra do Eterno era doce como o mel (Sl 119.103). Assim eles tinham prazer em aprenderem a lei do Senhor.

    Irmão querido…para mim se o conteúdo se resumisse em apenas esse citado acima eu já estaria Bem aventurado-risos!!!

    Como esse "pedacinho" falou ao meu coração!E, me alegro em saber que na vida do servo(a) de Deus ocorre o mesmo:(Salmos 1:2 – Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. )

    Parabéns

  44. Meu companheiro, foi um prazer conhecer seu blog e ver como de forma inteligente voce divulga a mensagem de fé e esperança; É isto ai…Que Deus continui a lhe abençoar. Agora sou seguidor e aproveito para agradecer-lhe pela visita em meu blog. Abraços

  45. Pr. Marcelo, a paz do Senhor!

    Belíssima postagem! Que maravilha é este blog! Passar por aqui nos faz desejar meditar na lei do Senhor continuamente, sem parar para nada!!!

    Parabéns pelo capricho e dedicação! Que o Senhor continue derramando muita unção e poder sobre sua vida!!!

    Deus te abençoe!

  46. Flávio disse:

    Graça e Paz,

    Pastor Marcello,

    Verdadeiramente seu blog é um tesouro na internet. Sou seguidor e é praticamente obrigatório para mim acessar o seu blog, pois sempre há uma pérola para nos enriquecer.

    Deus o abençoe grande e poderosamente.

    Abraços!
    http://www.ministerioflavioalves.blogspot.com
    Paulista-PE

  47. Antonio Cruz disse:

    Graça e Paz nobre pastor.

    Lhe felicito pelo blog de conteúdo que tens.
    Graças a Deus temos hoje excelentes ferramentas de auxilio ao ministro cristão, percebo que este blog é uma dessas ferramentas. Sem ser tendencioso nota-se a exposição fiel da Palavra de Deus.

    Que Deus continue lhe abençoando meu nobre.

    Estamos na mesma jornada. Qualquer coisa estamos no blog METANÓIA aqui bem ao lado.

    Fica na Paz!

  48. Paz Pr Marcello!

    Confesso que nem terminei de ler o artigo para ficar maravilhado. Quanta sabedoria Deus lhe concedeu.É muito edificante ler seus escritos.Minha oração é que Deus continue lhe dando graça e entendimento para discorrer sobre Sua Palavra.

    Ha…! Sou o Johnatas,obrigado por visitar meu humilde Blog,já considero-me um dos seus seguidores e leitor acíduo!

    Shalom!

  49. PR FranciscoJoaquim disse:

    Pastor Marcelo,
    São seis horas da manhã aqui em Macau/RN, terra do sal. Obrigado ´pela análise do salmo 1. Deus te abençoe. visite http://www.joaquimmmc.blogspot.com e conheça nosso trabalho.
    abra~ços.

  50. osmarina disse:

    Querido Pr Marcelo… Boa noite…estou maravilhada com o estudo profundo deste Salmo… Deus continue abençoando ricamente…carinhosamente em Cristo Jesus… Osmarina Duarte IBM Araguaína/To

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *